Paróquia São Francisco de Assis – Nova Mamoré/RO

Compartilhe:

Data, mês e ano de Fundação da Paróquia:

  • 25/11/1982

 

PARÓQUIA SÃO FRANCISCO DE ASSIS Era 1932. Dom Francisco Xavier Rey chega à recém-criada Prelazia de Guajará Mirim, no dia 23 de Janeiro de 1932. Na época, Guajará Mirim era pequena, Iata e Vila Nova ainda não existiam. O novo prelado se dedicou as desobrigas em duas direções: nos rios Guaporé e Mamoré, até Vila Bela e na estrada de Ferro Madeira Mamoré, ate o rio Ribeirão. A população era escassa e pobre. Ao longo da estrada de Ferro foram criados acampamentos ou pontos de parada do trem, o que provocou o agrupamento de algumas famílias. Assim surgiu Vila Murtinho. Aí, Dom Rey celebrou a primeira missa em 1946, num barracão da estrada de Ferro. Logo em seguida foi construída a Igreja Santa Terezinha, de Vila Murtinho, e ai passou a residir o Padre Armando, em pequenas temporadas. Em 1948 surge a Colônia do Iata. Na sede administrativa, ou núcleo, Dom Rey constrói a Igreja Nossa Senhora das Graças, do Iata. Foram abertas e povoadas 5 linhas, cada uma comportando uma capela para as celebrações. Nessa paróquia em formação, trabalharam os seguintes Padres: • Padre Armando José Rey, TOR, Sobrinho de D. Rey – de 1949 a 1952. • Padre Francisco, TOR, (espanhol) – 1953 a 1955. • Padre Myles, TOR, (americano) – 1956 a 1958. • Padre João Bernardo Pierrot, secular, (Frances) de 1958 a 1962. • Padre Damião Bermond, secular (Frances) de 1961 a 1962. Em 1968 foi aberta a estrada de Rodagem o que provocou a diminuição e desaparição da estrada de ferro, e seus acampamentos. Os moradores se transferiram para o novo eixo de comunicação. Assim começou Vila Nova, com quatro falias. Na mesma época surgiu a nova colônia do INCRA, em Ribeirão, cuja população foi atendida pelo Vigário do Iata. Essa nova colônia cresceu, enquanto a antiga colônia do Iata passou a diminuir. O povoado de Vila Nova começou a crescer e foi se tornando centro e pólo de atração das duas colônias. Em 1978, começaram os alicerces da futura Igreja de Vila Nova. Em 1979, os vigários e sua equipe pastoral: Irmãs Maria Helena, Maria Antonia, Durvalina, Luzia e a professora Maria Laurinda se transferiram do Iata para Vila Nova. A Antiga Paróquia de Nossa Senhora das Graças do Iata, com sede no núcleo, passou a ser chamada Paróquia São Francisco, de Vila Nova, com sede em Vila Nova. Assim, Tomava forma a atual Paróquia São Francisco, de Vila Nova, atendendo as duas colônias: do Iata e Ribeirão, com a parte urbana em crescimento de Vila Nova. Pouco a pouco foi completada a estrutura paroquial: Igreja, casa do Vigário, casa das Irmãs, Centro Social. No interior surgem as CEBs, com os seus locais de celebração. No dia 26 de dezembro de 1982 é instalada oficialmente a Paróquia São Francisco de Vila Nova. O Pe. Damião é transferido para Costa Marques e Assume, em Vila Nova, o novo vigário; Pe. José Maria Collell Fargas, espanhol, claretiano, que é empossado nesse mesmo dia, conforme seguem atas de Instalação ofcial da Paróquia e da tomada de posse do novo vigário.

Paróquia pertencente à região Sede da Diocese de Guajará-Mirim.

 

Endereço: Av/Rua, Nº,Bairro, Cx. Postal, Cep, Cidade.

  • Sebastião João Clímaco;
  • N°7226;
  • Centro;
  • Cx 49;
  • CEP. 76857-000;
  • Nova Mamoré;
  • CNPJ: 04290318001187;
  • Fone: (69) 3544-2273
  • E-mail: [email protected] (Paróquia).

 

Dia do (a) Padroeiro (a) da Paróquia:

  • Festa na Paróquia São Francisco de Assis: No dia 04/10/2020

 

Quantidade de Comunidades:

  • 19, inclusa a Matriz.

 

Sacerdote: Sebastian Vadakumpadan

 

 

Posts Relacionados

Facebook